Encontro Nacional de Estudantes de Direito


A Associação de Estudantes da Faculdade de Direito da Universidade Agostinho Neto realiza nos dias 30 e 31 deste mês, em Luanda, o primeiro Encontro Nacional de Estudantes de Direito, disse ontem Anísio Samandjata, membro da organização.
Anísio Samandjata disse ao Jornal de Angola que o encontro, em que devem participar 150 estudantes de todas universidades e institutos superiores do país, pretende ser um espaço de estudo, investigação, discussão e análise entre os estudantes de direito, com a participação de professores, investigadores e profissionais do ramo.
Anísio Samandjata indicou que o encontro decorre com o lema “Estudantes de Direito em busca da excelência no estudo da investigação face aos novos desafios sociais”. A sessão de abertura é presidida pelo ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, Rui Mangueira.
No primeiro painel é abordada a História do Ensino do Direito em Angola. O director do Centro de Estudos Económicos e Sociais da Faculdade de Direito Universidade Agostinho Neto, Octávio Serra Van-Dúnem, fala sobre o tema “A promoção da investigação científica no Direito”, Carlos Teixeira, também professor da UAN, fala sobre a questão dos planos curriculares, enquanto Raúl Araújo, juiz-conselheiro do Tribunal Constitucional, faz uma abordagem sobre a “Carreira docente no curso de Direito”.
Está prevista uma mesa-redonda sobre “A realidade do ensino do Direito em Angola”, em que serão intervenientes estudantes de distintas instituições de ensino. Está igualmente agendada uma outra mesa-redonda sobre “As saídas profissionais e a empregabilidade”, em que estão convidados o Procurador-Geral-Adjunto da República, Mota Liz, o advogado Inglês Pinto e a professora Sofia Vale.
Mota Liz fala sobre “O acesso à magistratura judicial ao Ministério Público”, Inglês Pinto, antigo bastonário da Ordem dos Advogados de Angola (OAA), disserta o tema “Exercício da advocacia, os estágios e a carreira”, enquanto Sofia Vale faz uma abordagem sobre “A inclinação dos futuros juristas para o sector privado”.
A mesma dinâmica é seguida no segundo e último dia do encontro. O primeiro painel é “Um olhar ao Direito e ao futuro” e o professor Benja Satula fala sobre “O processo judicial e os prazos”, Manuel Gonçalves, presidente do Conselho de Administração da ENSA e também antigo bastonário da Ordem dos Advogados de Angola, é o principal orador do tema “Os meios extrajudiciais de resolução de litígios”.

Fonte: Jornal de Angola